Como Surgiram os Calçados Femininos
De palha, couro, ferro ou madeira. Rasteiro ou extravagante. Sólido, duro ou confortável. Mais do que uma invenção humana para proteção dos pés, o calçado sempre foi um símbolo de status e poderOs primeiros sapatos de que se tem notícia apareceram na Mesopotâmia e no Egito, 5 mil anos antes de Cristo. Eram sandálias feitas de fibras vegetais e couro e nem todo mundo podia usá-las. Porque eram exclusividade dos soberanos sumérios, assírios, babilônicos, cretenses e egípcios. Nesta última civilização, o faraó dava muita importância às sandálias. Tinha por exemplo, uma pessoa só para levá-las de um lugar ao outro.Na mesma época surgiram as botas, estas foram criadas pelos persas. Pelo simples fato de que viviam nas montanhas, além disso viajavam muito a cavalo.No século 18, a moda de vestuário e calçados, de forma sistemática e organizada, firmou-se como fenômeno cultural, social e de costumes. Os calçados, ainda em produção artesanal e feitos à mão, passam a atender as novas exigências de praticidade e funcionalidade da sociedade da época. O uso do elástico para os sapatos masculinos, por exemplo, veio para facilitar a vida na hora de calçar.Mas a grande revolução calçadista chegou no século 19, com a máquina de costura América, inventada por Isaac Merrit Singer, Elias Howe e Walter Hunt. O processo tornou o calçado mais barato e permitiu que o uso do sapato fosse massificado na maior parte do planeta. No início do século 20, as mulheres usavam o borguezim, um tipo de botina, porque passaram a trabalhar nas fábricas e precisavam de proteçãoHoje em dia, constantemente vemos a evolução no meio calçadista. Sempre inovando em design e cores atraentes. Na Gugi Calçados e Acessórios trazemos lançamentos e inovações neste setor para sempre agradar nossos clientes.